"O ser humano não é somente um ser da natureza regido unicamente pelo instinto: tendo fome, lança-se sobre uma porção de comida. Ele é, principalmente, um ser de cultura, que o leva a moderar o instinto e a ritualizar o ato de comer, geralmente à mesa, junto com outras pessoas. A passagem do animal ao humano se deu exatamente quando nossos antepassados antropóides começaram a comer juntos com o seu grupo de convivência. Daí nasceu a comensalidade. Ela significa comer e beber juntos, expressão singular de nossa verdadeira humanidade".
Leonardo Boff Virtudes para um Outro Mundo Possível, volume III

Você quer parar o tempo???

Author: saborear.te // Category:

A tua idade dentro de ti
crescendo,
a minha idade dentro de mim
andando.
Envelhecer vivendo
é belo como tudo o que vivemos.
Cada dia para nós
foi uma pedra transparente,
cada noite uma rosa negra,
e este sulco no meu ou no teu rosto
é um pedra ou uma flor,
recordação de um relâmpago.
Gastaram-se-me os olhos na tua formosura
mas tu és os meus olhos.
Amor, o que importa
é que o tempo, o mesmo que ergueu como duas chamas
ou espigas paralelas o meu corpo e a tua doçura,
amanhã os mantenha ou os desgarre
e com os mesmos dedos invisíveis
apague a identidade que nos separa
dando-nos a vitória
de um único ser final sob a terra.


Trechos da Ode ao Tempo, de Pablo Neruda



Embolada do Tempo (Alceu Valença)

Você quer parar o tempo
E o tempo não tem parada
Você quer parar o tempo
O tempo não tem parada

Eu marco o tempo
Na base da embolada
Da rima bem ritmada
Do pandeiro e do ganzá

Você quer parar o tempo
E o tempo não tem parada
Você quer parar o tempo
O tempo não tem parada

O tempo em si
Não tem fim
Não tem começo
Mesmo pensado ao avesso
Não se pode mensurar

Você quer parar o tempo
E o tempo não tem parada
Você quer parar o tempo
O tempo não tem parada

Buraco negro
A existência do nada
Noves fora, nada, nada
Por isso nos causa medo

Tempo é segredo
Senhor de rugas e marcas
E das horas abstratas
Quando páro pra pensar

Você quer parar o tempo
E o tempo não tem parada
Você quer parar o tempo
O tempo não tem parada

Veja a música cantada por Alceu e Daúde ao vivo no Marco Zero (Recife) em:






(Fontes: http://tudodedentroprafora.blogspot.com, http://letras.terra.com.br/alceu-valenca/271565/ e http://www.youtube.com/watch?v=urnRHAJOnx8)

OS DOMINGOS PRECISAM DE FERIADOS...

Author: saborear.te // Category:



Toda sexta-feira à noite começa o Shabat para a tradição judaica. Shabat é o conceito que propõe descanso ao final do ciclo semanal de produção, inspirado no descanso divino do sétimo dia da Criação.
Muito além de uma proposta trabalhista, entendemos a pausa como fundamental para a saúde de tudo o que é vivo. A noite é pausa, o inverno é pausa, mesmo a morte é pausa. Onde não há pausa, a vida lentamente se extingue.
Para um mundo no qual funcionar 24 horas por dia parece não ser suficiente, onde o meio ambiente e a terra imploram por uma folga, onde nós mesmos não suportamos mais a falta de tempo, descansar se torna uma necessidade do planeta.
Hoje, o tempo de ‘pausa’ é preenchido por diversão e alienação. Lazer não é feito de descanso, mas de ocupações ‘para não nos ocuparmos’. A própria palavra entretenimento indica o desejo de não parar. E a incapacidade de parar é uma forma de depressão. O mundo está deprimido e a indústria do entretenimento cresce nessas condições.
Nossas cidades se parecem cada vez mais com a Disneylândia. Longas filas para aproveitar experiências pouco interativas. Fim de dia com gosto de vazio. Um divertido que não é nem bom nem ruim. Dia pronto para ser esquecido, não fossem as fotos e a memória de uma expectativa frustrada que ninguém revela para não dar o gosto ao próximo...
Entramos no milênio num mundo que é um grande shopping. A Internet e a televisão não dormem. Não há mais insônia solitária; solitário é quem dorme. As Bolsas do Ocidente e do Oriente se revezam fazendo do ganhar e perder, das informações e dos rumores, atividade incessante. A CNN inventou um tempo linear que só pode parar no fim.
Mas as paradas estão por toda a caminhada e por todo o processo. Sem acostamento, a vida parece fluir mais rápida e eficiente, mas ao custo fóbico de uma paisagem que passa. O futuro é tão rápido que se confunde com o presente.
As montanhas estão com olheiras, os rios precisam de um bom banho, as cidades de uma cochilada, o mar de umas férias, o Domingo de um feriado...
Nosso(a)s namorado(a)s querem ‘ficar’, trocando o ‘ser’ pelo ‘estar’. Saímos da escravidão do século XIX para o leasing do século XXI – um dia seremos nossos?
Parar não é interromper. Muitas vezes continuar é que é uma interrupção.
O dia de não trabalhar não é o dia de se distrair – literalmente, ficar desatento. É um dia de atenção, de ser atencioso consigo e com sua vida.
A pergunta que as pessoas se fazem no descanso é ‘o que vamos fazer hoje?’ – já marcada pela ansiedade. E sonhamos com a longevidade de 120 anos, quando não sabemos o que fazer numa tarde de Domingo.
Quem ganha tempo, por definição, perde. Quem mata tempo, fere-se mortalmente. É este o grande ‘radical livre’ que envelhece nossa alegria – o sonho de fazer do tempo uma mercadoria.
Em tempos de novo milênio, vamos resgatar coisas que são milenares. A pausa é que traz a surpresa e não o que vem depois. A pausa é que dá sentido à caminhada. A prática espiritual deste milênio será viver as pausas. Não haverá maior sábio do que aquele que souber quando algo terminou e quando algo vai começar.
Afinal, por que o Criador descansou?
Talvez porque, mais difícil do que iniciar um processo do nada, seja dá-lo como concluído.


Rabino Nilton Bonder, junho de 2003.
(Fotografias do Pontal da Santa Cruz, em Santana do Cariri, Ceará)

Author: saborear.te // Category:



Todos estão Surdos (Roberto Carlos)


Desde o começo do mundo

Que o homem sonha com a paz

Ela está dentro dele mesmo

Ele tem a paz e não sabe

É só fechar os olhos

E olhar pra dentro de si mesmo

Tanta gente se esqueceu

Que a verdade não mudou

Quando a paz foi ensinada

Pouca gente escutou

Meu Amigo, volte logo

Venha ensinar meu povo

O amor é importante

Vem dizer tudo de novo

Outro dia, um cabeludo falou:

"Não importam os motivos da guerra

A paz ainda é mais importante que eles."

Esta frase vive nos cabelos encaracolados

Das cucas maravilhosas

Mas se perdeu no labirinto

Dos pensamentos poluídos pela falta de amor.

Muita gente não ouviu porque não quis ouvir

Eles estão surdos!

Tanta gente se esqueceu

Que o amor só traz o bem

Que a covardia é surda

E só ouve o que convém

Mas meu Amigo volte logo

Vem olhar pelo meu povo

O amor é importante

Vem dizer tudo de novo

Um dia o ar se encheu de amor

E em todo o seu esplendor as vozes cantaram.

Seu canto ecoou pelos campos

Subiu as montanhas e chegou ao universo

E uma estrela brilhou mostrando o caminho

"Glória a Deus nas alturas

E paz na Terra aos homens de boa vontade"

Tanta gente se afastou

Do caminho que é de luz

Pouca gente se lembrou

Da mensagem que há na cruz

Meu Amigo, volte logo

Venha ensinar meu povo

Que o amor é importante

Vem dizer tudo de novo

Ouça a versão de Chico Science & Nação Zumbi em:

Veja o clipe (versão Acústico MTV) em:


(fotografias da estátua do padre Cícero, em Juazeiro do Norte)

Natal... período de importantes reflexões...

Author: saborear.te // Category:
Reflexão Natalina


Natal não é somente um dia. E nem poderia ser. É o início de mais uma jornada a percorrer.

Muita gente se esquece no resto do ano que o amor é pra vida toda, que a bondade é o símbolo da paz e que ser livre é o que torna o ser capaz.

Quando citei 'ser livre', quis dizer a qualquer campo que a vida te convide. A palavra liberdade vai além da compreensão, adiante das classificações do mundo, das convenções e de tudo o que possa limitar a essência e o coração.

Natal, quer dizer época de reflexão. De fazer retornos necessários. De rever a postura à vista de Deus, observando e examinando o plantio das próprias sementes, para melhorar tudo aquilo que é do outro e... seu.

Os presentes precisam ser colecionados, com pequenos gestos, mais significativos... com palavras ternas, carinhosas... com abraços aconchegantes e sorrisos sinceros... com mudanças que elevem a essência e com a expansão concreta do amor para a reparação de todo o universo.

Natal, não é só no dia vinte e cinco. É para ser vivificado a partir de cada (e de todo) nascimento, sem distinções. Nasceu, é um Natal Vivo e precisa ser um Templo Ativo durante todo tempo terrestre. Somente assim, herdaremos a terra prometida, tendo, em abundância, a grandiosa vida!

Neste Natal, faça a sua parte. Ame sem nada esperar.


(Adaptado de texto escrito por Akeza, em 2005. Fonte: recantodasletras.uol.br)


"Abraços Gratuitos"

Em uma tradução literal, "free hugs" - "abraços gratuitos" - é um vídeo bastante inspirador, sobretudo neste período de Natal... cada vez mais isolados uns dos outros - inclusive, até, de nossos próprios familiares - e preocupados cada vez mais com coisas crescentemente "complexas", temos nos esquecido, muitas e muitas vezes, dos reais sentidos das coisas em nossas vidas... Aproveitemos esse período de reflexão e deixemo-nos emocionar pela lição contida neste vídeo, aparentemente tão simples, mas ao mesmo tempo tão difícil e rara atualmente:

pequenas atitudes, por menores que possam parecer, trazem conseqüências...

comecemos a cultivar, cada vez mais, atitudes fraternas e, mesmo que não vejamos de imediato os resultados, certamente nos sentiremos muito mais leves...

e tornaremos, também, o ambiente que nos cerca mais leve...

Apropriadíssimo para o período de Natal e virada de ano... Uma história real... confira o vídeo e emocione-se...

Que este período seja marcado pela reflexão e abençoado por Deus, é o que desejamos a todos!


video

(fonte: http://www.youtube.com/watch?v=vr3x_RRDJdd4)

Aberta a Exposição Além da Ladeira das Cores... !!!

Author: saborear.te // Category:

Exposição: Além da Ladeira das Cores... [Gilberto Pereira]

Author: saborear.te // Category:
É com grande satisfação que iniciaremos, no próximo sábado, a partir das 19:00 horas, a Exposição Além da Ladeira das Cores... !

Nesta Exposição poderão ser apreciadas (e adquiridas) obras do artista plástico Gilberto Pereira!

A Exposição acontecerá nos seguintes horários:

-> terça a sábado: 8:00 às 12:00 e 14:00 às 21:00;

-> domingos: 14:00 às 18:00.

Entrada Franca!

Aguardamos a sua visita!

Prestigie a arte nordestina!










Chocolates Artesanais Sete Colinas

Author: saborear.te // Category:

Nesse período de Festas e Confraternizações, temos grande satisfação em disponibilizar no Cariri os chocolates artesanais Sete Colinas!


São várias opções relacionadas a este período!


Papai Noel, Guirlandas, Bengalas, Enfeites de Árvores de Natal...


Temas infantis, como Hello Kit, Batman, Leões, Dálmatas...


Esperamos a sua visita!



























Licores Artesanais - Reserva Especial Musashi

Author: saborear.te // Category:
É com grande satisfação que anunciamos nossos novos produtos: Licores Artesanais!

Produzidos por Henrique Musashi de forma bastante especial, em seu preparo não vão ao fogo e não possuem açúcar (o mel é utilizado como substituto).
Os Licores já estão disponíveis para degustação na saborear.te nos seguintes sabores: abacaxi, café, chocolate, cointreau de tangerina, maracujá, pequi e tangerina.
Aqueles que quiserem degustá-los em casa ou presenteá-los, temos duas opções de garrafas: 350 ml e 1 litro.

Esperamos a sua visita!



















'O Alumioso', mais recente CD de Di Freitas, já está disponível na saborear.te!

Author: saborear.te // Category:
Com produção executiva do Selo SESC e de Circus Produções Culturais, 'O Alumioso' foi gravado, mixado e masterizado em São Paulo no início de 2008. Contêm 14 músicas, iniciando-se por uma re-leitura de 'Juazeiro' (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira), na qual Di Freitas toca seu violoncelo de cabaça. Como se não bastasse o registro da essência musical de Di Freitas, transmitida em todas as músicas, merece destaque o encarte deste CD, artisticamente muito bem elaborado através do trabalho de Leda Catunda, Gustavo Hatagima, Guilherme Young e Eron Silva. Inserido no rico contexto artístico e a cultural nordestino, 'O Alumioso' certamente continuará encantando os que tem o privilégio de ouví-lo! Para os que ainda não tiveram a oportunidade de ouvir o trabalho de Di Freitas, vale a pena conferir a sua página no my space!
http://www.myspace.com/difreitas
Confira, também, as apresentações de Di Freitas no Instrumental SESC Brasil!
http://www.youtube.com/watch?v=VeAMM3ghNX8